Abrindo a cozinha: como a Ambev inova na prática

Neste ano, 2021, a Ambev, uma das nossas parceiras de Inovação Aberta, foi eleita a empresa que mais incentiva inovações com startups e scale-ups no Brasil pela 100 Open Startups. 

Como forma de giveback, a Ambev “abriu sua cozinha” para contar mais detalhes sobre  como as iniciativas de inovação fazem parte da rotina de todas as áreas – de logística, marketing, pessoas, até o produto em si. E mais do que isso: como a empresa vê o seu papel para o desenvolvimento do ecossistema, das scale-ups e das empreendedoras e empreendedores com quem se relaciona.

E são diversas as iniciativas da Ambev junto ao ecossistema. Os programas de inovação aberta que realiza para geração de negócios – tanto por conta própria quanto com a ajuda de parceiros como a Endeavor – conversam com as estratégias de investimentos da empresa e do Fundo de Bebidas da ZX Ventures, um hub global de inovação e aceleração em bebidas da AB Inbev que olha para a transformação do portfólio e tem como objetivo liderar mudanças e disrupções no mercado, através de novos negócios e parcerias.

“Não temos a pretensão de desenvolver tudo dentro de casa. Então, estamos em constante contato com o ecossistema para encontrar oportunidades e soluções que nos ajudem a endereçar problemas do consumidor e as tendências que enxergamos no mercado. Buscamos bebidas com novas propostas de valor para atender aos mais diversos públicos, sejam elas alcoólicas (não só cerveja) ou não alcoólicas. Buscamos também founders diversos, antenados e que entreguem produtos diferenciados, novas necessidades, experiências e ocasiões de consumo”. Thais Anauate, Investment Associate no Beverage Fund Latam da ZX Ventures

Confira os principais insights que saíram desta conversa.

Desmistificando a inovação

Inovação, antes de qualquer coisa, é uma plataforma. E envolve diversas áreas para encaixar novos projetos e iniciativas e, com isso, atingir os resultados esperados. 

Essa plataforma de inovação existe para que a empresa possa se relacionar com o ecossistema para gerar oportunidades, trabalhar com iniciativas estruturadas para endereçar desafios de forma rápida e disseminar as informações para que todas as áreas sejam empoderadas a fazer inovação. 

O time de inovação em tecnologia da Ambev, então, se organiza de forma simples, em três frentes: relacionamento, programas de inovação aberta  e gestão de dados.

Se só o time de inovação for responsável por tocar as iniciativas e realizar conexões, provavelmente vai virar um gargalo. É importante disseminar a cultura de inovação  por meio de  ações internas de educação e conhecimento, empoderando todas as áreas da empresa.  Assim, o time de inovação se torna um ‘consultor’ e as pessoas conseguem protagonizar a inovação dentro da companhia. Não é fácil, mas é importante envolver pessoas que tenham muita vontade de aprender e fazer”, comenta Helaindo Junior, Coordenador de Programas de Inovação na Ambev

Inovação Aberta ou Inovação Fechada? 

Para decidir entre buscar parcerias ou desenvolver uma solução internamente é possível usar um framework que se baseia em dois eixos: urgência da oportunidade e ativos disponíveis na empresa

Se é uma demanda urgente e a empresa não possui os ativos, parte para a seleção de startups ou scale-ups. Porém, sempre usando como base alguns critérios como: pessoas à frente da startup, diferencial de produto e marca, ESG e diversidade.

Resultados geram engajamento

Desde o início da construção do time e da jornada de inovação de uma empresa, é bem importante mostrar resultados desde a primeira conexão. Por exemplo, como a scale-up ajudou a otimizar um processo ou a reduzir algum custo. 

Isso ajuda tanto a disseminar a cultura de inovação, quanto a construir cases que vão melhorar o posicionamento da empresa perante o ecossistema.

Nós aprendemos a trabalhar como uma startup. Escolhemos um problema, rodamos um MVP e mostramos resultados. A partir daí as áreas vão vendo resultados e querendo aplicar nos seus próprios processos”, Márcio Rolim, Head de M&A Tech na Ambev

Todas e todos são responsáveis pela inovação 

A responsabilidade da área de inovação é investir em iniciativas que vão ajudar a trazer oportunidades para as áreas de negócios – por exemplo, a parceria com a Endeavor. As áreas que têm interesse em se relacionar com o ecossistema, por sua vez, precisam ter budget alocado para eventuais POCs e pilotos, que sempre envolvem custos.

Ao mesmo tempo, a empresa vê seu papel como uma plataforma para ajudar empreendedoras e empreendedores a entenderem melhor seus problemas, desenharem soluções, e tornarem seus negócios escaláveis. A partir daí, todas as partes trabalham em conjunto para chegar nos melhores caminhos de parceria.

Inovação Aberta é ganha-ganha

Até pouco tempo atrás, a Ambev percebia que não era percebida pelos empreendedores como uma empresa apta para fazer negócios. De forma a se tornar mais acessível e ser reconhecida como possível parceira de inovação para o ecossistema, ela criou um canal online que está sempre aberto para as startups entrarem em contato com a empresa.

Em menos de dois anos, já foram mais de 630 interações geradas com fundadoras e fundadores.

Conforme as interações foram evoluindo, a empresa percebeu seu papel de ajudar empreendedoras e empreendedores a cumprirem com diferentes etapas de desenvolvimento dos seus negócios. Desde a fase de ideação até a escala de um novo negócio, é importante entender como a empresa pode ajudar a startup ou scale-up da melhor forma, e adaptar os formatos de geração de negócios.

É importante entender o papel de cada um no ecossistema. Nós, como corporação, não estamos aqui para acelerar uma startup ou scale-up, mas para gerar negócio e co-criar novos produtos, serviços ou soluções a partir da união das fortalezas da empresa e da startup. E fazendo isso em conjunto, cada um cumprindo seu papel, a chance de sucesso é muito maior”, finaliza Helaindo.


A Endeavor tem uma plataforma exclusiva de capacitação e trocas sobre Inovação Aberta para heads de inovação de se prepararem para fazer mais e melhores negócios com scale-ups. Conheça nossas iniciativas