Como lidar com a segurança de dados no home office?

Ohome office, antes necessário para ajudar no isolamento social, agora é tendência entre muitas empresas de tecnologia. A XP Investimentos, por exemplo, já anunciou que agora o modelo de trabalho é remoto, com um ponto de encontro no interior de São Paulo para integração. O Twitter também não volta mais. Nubank, Google e Amazon estenderam seu retorno só para o ano que vem. 

Essa decisão muda muitos aspectos de gestão nas empresas, que terão que cuidar de seus funcionários, alinhar propósito e ética organizacional e manter a segurança dos dados da empresa também remotamente. 

Leia também: Trabalho Remoto: boas práticas para gerir seu time durante o período de isolamento 

Neste contexto, ter uma boa política para que os colaboradores compreendam a importância de cuidar das informações confidenciais da empresa é essencial para evitar complicações e questões organizacionais e jurídicas.

Para cuidar das informações sigilosas e os dados da sua empresa e dos seus clientes, é fundamental trabalhar com um acordo de confidencialidade junto aos colaboradores e também garantir que todos compreendam a importância do assunto.

Entenda a importância da segurança de dados

Imagine a situação:

Você deixa seu e-mail corporativo logado no automático no seu computador e, um dia, ele é invadido. Pronto, a pessoa tem acesso a todos os seus e-mails e, possivelmente, até senhas importantes da gestão do seu negócio.

A segurança de dados é importante para prevenir complicações para sua empresa e até para os seus clientes. Mas, como fazer isso? É possível manter as informações confidenciais de uma empresa protegidas, principalmente em tempos de home office?  

Como manter os dados da sua empresa seguros, mesmo no home office?

Existem diversas estratégias para manter as informações confidenciais de um negócio. A mais comum é o Non Disclosure Agreement (NDA), também conhecido como acordo de confidencialidade, e é, como o nome sugere, um acordo que a empresa e o colaborador assinam para manter devidas informações confidenciais. 

As informações podem ser as mais diversas, tais como um novo produto, um processo patenteado ou uma transação. Portanto, o documento apresenta todas as informações que devem ser protegidas e também quais são os projetos a que se referem.

Dessa maneira, é realizado um acordo jurídico determinando quais são essas informações sigilosas, quem são as partes envolvidas, qual é a finalidade, o período que elas devem ser guardadas e também qual é a penalidade para quem desobedecer ao contrato. 

Além do NDA, também existem outras estratégias que podem ser utilizadas, tais como:

  • criar uma ótima política de confidencialidade;
  • treinar a equipe, investindo em programas de compliance; 
  • investir em protocolos para a autorização e o acesso das informações; 
  • investir no Potencial de Integridade Resiliente (PIR).

Considerando que a proteção de dados é de extrema importância para qualquer organização, é essencial que a sua empresa invista em sistemas de segurança. Uma ótima alternativa é investir na metodologia Potencial de Integridade Resiliente (PIR), como citamos anteriormente. Dessa forma, é possível aplicar um teste de integridade, simulando alguns dilemas éticos para identificar o perfil comportamental do colaborador diante da rotina. 

Isso evita a corrupção, a fraude, o assédio e também que as informações sigilosas da sua empresa sejam vazadas. Além disso, o programa é fundamental para estimular a integridade dos colaboradores, uma vez que, durante o home office, a percepção de risco ao vazar uma informação confidencial tende a aumentar por conta do distanciamento e menor controle.

Ter atenção e cuidado com as informações confidenciais de uma empresa é essencial para que ela se mantenha ativa no mercado. Para isso, é preciso investir em alguns recursos.


É empreendedor? Conheça o Programas Scale-up Endeavor e faça parte da comunidade que está transformando o Brasil. Saiba mais!